Conheça Campos do Jordão, a Suíça Brasileira.

A cidade de Campos do Jordão, é conhecida também como a Suíça Brasileira. Título recebido principalmente pelo seu clima frio e por suas belas construções em estilo europeu. Além disso, é um dos 15 municípios do estado de São Paulo classificados como Estância Climática. Devido ao seu agradável clima e excelente localização, Campos do Jordão é sem dúvida, um dos principais destinos turísticos de inverno do Brasil.

Visitar Campos do Jordão é estar em contato com uma natureza exuberante e um clima reconhecido internacionalmente como um dos melhores do mundo.

Essas características aliadas à sua localização privilegiada (entre as grandes capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte) garantem grande visitação à cidade. Sendo o turismo responsável por 80% de sua economia, na alta temporada chega a receber mais de um milhão de turistas.

A cidade possui excelente infra-estrutura para satisfazer os mais exigentes visitantes. Pois, são inúmeras opções de hospedagem, diversão, compras, gastronomia, lazer, eventos culturais e entretenimento. Somadas à tranqüilidade e segurança, contribuem decisivamente para uma estadia perfeita.

Engana-se quem pensa que a cidade deve ser visitada só no inverno, na verdade pode ser visitada o ano todo. De acordo com a estação, a cidade oferece desde um simples passeio a cavalo, em que o contato com a natureza é inevitável, às mais sofisticadas programações turísticas.

Por essa diversidade de atrativos com características próprias, ao longo dos anos a cidade ganhou “títulos” e “slogans”. Como “A Suíça Brasileira”, “A Cidade dos Festivais”, “O Melhor Clima do Mundo”, “Campos do Jordão, onde é sempre estação”, “Campos do Jordão, a 1700 metros das preocupações”, “Montanha Mágica”, entre outros. Certamente, estar em Campos do Jordão é desfrutar de um dos mais belos paraísos na terra.

TOP DESTINOS BRASILEIROS DE INVERNO: CAMPOS DO JORDÃO

Árvores Vestidas

As malharias de Campos do Jordão encontraram uma forma inusitada de autopromoção durante a temporada de inverno. As árvores e postes da cidade foram ‘vestidas’ com malhas nas áreas mais movimentadas da cidade, como a praça do Capivari e a avenida Doutor Januário Miraglia, que leva ao ponto mais badalado da cidade.

As malhas são colocadas, principalmente, em frente às lojas. Apesar das malharias de Campos funcionarem durante todo o ano, é na temporada de inverno que a produção é ampliada e as vendas crescem quase 50%. As “roupas” foram colocadas no início de junho, durante um festival de lã e devem ficar até o final da temporada de inverno no próximo dia 31.

Trânsito sem semáforo

Como forma de conscientizar o motorista, a cidade não possui semáforos. A ideia é incentivar os carros a respeitarem o Código de Trânsito Brasileiro. Que prega que o pedestre têm preferência ao atravessar a rua na faixa.

Apesar do grande fluxo de turistas durante a temporada, que não sabem deste comportamento típico jordanense, o trânsito flui bem.

VIAGENS BARATAS PELO BRASIL: 13 LUGARES PARA CONHECER

Deixar de dar preferência de passagem para o pedestre ou a veículo não motorizado (bicicleta, por exemplo) em cima da faixa é considerado infração gravíssima. Então, você fica sujeito a perda de 7 pontos e multa de R$ 191,54 (que será reajustada para R$ 293,47 a partir de novembro de 2016).

Por que Suíça?

Campos do Jordão possui o apelido de ‘Suíça Brasileira’. Pois, além do clima considerado europeu, a arquitetura dos prédios na cidade remonta aos alpes suíços. Uma das características dos chalés suíços e representados em Campos do Jordão é o telhado que desce praticamente até o chão. Apesar do apelido comparar apenas com a Suíça, há prédios também na cidade que têm influência francesa e também inglesa.

Outra semelhança está no fondue. O prato mais consumido por casais durante a noite na cidade tem origem suíça.

Mas, na verdade a cidade foi ocupada por índios, desbravadas por portugueses e desenvolvida por nordestinos. Em suma, foi fundada em 1874 pelo português Matheus da Costa Pinto, que se instalou nas terras.

Quando ir para a Suíça brasileira?

A cidade é conhecida como um destino ideal para o inverno. Porém, se você quer conhecer a cidade sem gastar muito ou pegar lotação deve ir em outras épocas do ano. Assim, evite os meses de junho, julho, agosto e feriado em geral.  Também, se não quiser ter alguns passeios inviáveis por conta da chuva, evite novembro a janeiro.

Então, para aproveitar ao máximo a cidade, com tranquilidade e tempo mais aberto, visite-a em abril, maio, setembro e outubro.

Conclusão

Enfim, a cidade é um ótimo lugar para visitar, principalmente no frio. Seu jeitão europeu atrai turistas de várias regiões do Brasil. Vale a pena conferir!