O câmbio faz parte de toda viagem para fora do país. O processo pode ser instável, já que os valores se alteram, dificultando o momento ideal para compra.

Se quer saber como não enfrentar dificuldades na hora da avaliação do melhor câmbio, continue a leitura desse artigo e descubra 7 incríveis dicas de como fazer o processo.

Para saber como avaliar as opções, evitando perder dinheiro, você precisa primeiro saber o que é.

O que é câmbio para viagem?

Câmbio nada mais é que uma operação financeira, onde você vende ou compra uma moeda em troca de outra. Por isso, quando você vai fazer uma viagem internacional, precisa fazer o processo de câmbio.

Para fazer essa operação, a taxa de conversão é feita de acordo com o preço da moeda. Ou seja, a taxa de câmbio expressa o custo da moeda estrangeira em relação a nacional.

Por exemplo, você vai fazer uma viagem e precisa comprar dólar, que está custando quatro reais. Então, a taxa de câmbio, nesse caso é de quatro reais.

VIAJAR PELO MUNDO: CONHEÇA OS 10 LUGARES MAIS BARATOS

7 incríveis dicas de como fazer o processo do câmbio

1. Planeje o quanto pretende gastar

Antes de qualquer coisa, planeje com antecedência quanto será necessário gastar nessa viagem.

Então, anote tudo que for pago na sua viagem, como ingressos, alimentação e hospedagem. Além disso, lembre-se de considerar uma margem para imprevistos e que esse cálculo é apenas uma estimativa dos gastos.

A ideia é saber quanto você precisa na moeda local, e assim, fazer o processo do câmbio para sua moeda.

2. Acompanhe o câmbio

No geral, é indicado seis meses de planejamento antes de uma viagem ao exterior. Assim, você economiza nas passagens, hotéis e até no processo do câmbio.

Pesquisando com antecedência os preços, você consegue analisar quedas e altas. Assim, você saberá o melhor momento para realizar a troca.

Leve em consideração que os lugares que fazem as trocas, como shoppings, em épocas próximas a atrações turísticas cobram mais caro.

3. Saiba onde o Real não é valorizado

Lembre-se que existem lugares que você não pode levar o real. Como para a Europa, Estados Unidos, Colômbia, México e Peru. Pois, nestes locais o real é desvalorizado, o seja, você vai sair perdendo se tentar converter o dinheiro nesses países. Então, opte por trocar antes e levar dólar ou alguma moeda que seja forte no local de destino.

VISTO PARA BRASILEIROS: CONHEÇA OS LUGARES QUE É POSSÍVEL VIAJAR SEM VISTO

4. Não compre moedas fracas no Brasil

Se você vai viajar para países como o Chile, Uruguai, Japão, Dinamarca, Argentina, Tailândia ou África do Sul, saiba que são moedas difíceis de achar no Brasil. Ou seja, a conversão é muito desvantajosa.

Por isso, prefira comprar dólares no Brasil e fazer a conversão no país de destino. Mesmo que sua moeda seja taxada duas vezes, ainda assim você economiza.

5. Opte sempre pela moeda local

Com raras exceções é melhor trocar seu dinheiro pela moeda do local de destino. Assim, você foca em pesquisar os melhores preços de cotação e evita dupla taxa.

Por exemplo, você vai fazer uma viagem para os Estados Unidos e troca seu dinheiro por euro. Chegando lá será obrigado a trocar novamente. Ou seja, terá pagado taxa de conversão duas vezes.

6. Evite câmbio para viagem no aeroporto

Uma das atenções que você precisa ter durante o processo é o lugar onde você vai fazer o câmbio. Além de ser um lugar com boa opção de cotação, precisa ser seguro.

Segurança em primeiro lugar, em alguns países existem cambistas de rua perigosos, que podem até trabalhar com notas falsas.

Pesquise muito sobre o melhor lugar para realizar o processo. Evite cambiar em aeroportos, nos fins de semana e lugares próximos a atrações turísticas.

Caso chegue ao seu destino com pouco dinheiro, troque o mínimo possível no aeroporto. Apenas para pegar um transporte para sua hospedagem.

Faça a cotação em horário comercial, ou seja até as 18 horas. Assim, você garante a cotação do dia. E não corre o risco, da cotação do dia seguinte estar mais alta.

COMO TIRAR PASSAPORTE? CONHEÇA TODOS OS PASSOS PARA OBTER O SEU

7. Aposte no cartão de crédito no exterior

Uma opção é utilizar cartão de crédito no exterior. Para isso, basta você possuir um cartão que seja internacional e desbloqueá-lo antes da viagem.

Assim, basta você ligar no banco e informa-lo o período que ficará viajando e qual país será o destino. Essa opção é prática, mas pode sair salgada.

Então, outra opção é aderir a um cartão pré pago. Porque, o mesmo te impõe um limite de gastos e não te faz ficar preocupado com flutuações cambiais.

Conclusão

Agora que você sabe o que é câmbio e como fazer o processo da melhor maneira possível, que tal planejar sua viagem internacional?

Entre em contato conosco para planejar essa e outras viagens!